Artesanato

A atividade artesanal é merecedora de destaque e deseja-se que o público reveja nela o seu passado, o seu presente e, preferencialmente, o seu futuro, uma vez que há a necessidade de perpetuar certas artes que se vêem cada vez mais esquecidas e que poderão estar condenadas. Em Oliveira de Azeméis, o artesanato tem uma expressão significativa abrangendo diversas áreas:
  • Cestaria

Esta arte contempla objetos de vime, palhinha, junco, entre outros. São famosas as canastras, que são cestas longas e pouco altas, feitas de vime ou de fasquias de madeira entrelaçadas, outrora muito utilizadas para o transporte do famoso Pão de Ul. Hoje em dia, o seu uso é mais decorativo.

  • Arte em madeira

São inúmeras as obras produzidas em madeira no nosso concelho, como é o caso de peças de arte sacra, de mobiliário antigo e miniaturas de objectos. Os trabalhos destes artesãos, sempre muito solicitados, são peças únicas e de rara beleza.

  • Tecelagem

Resultado de um processo de produção estritamente artesanal, os tecidos de lã ou de linho continuam a ser trabalhados por alguns artesãos do nosso concelho.

  • Artefactos de metal

Ferros forjados, latoaria e cobres são artefactos utilizados como elementos decorativos, seja na construção civil (no caso dos ferros forjados para varandas, portais, gradeamentos e fechaduras), seja para uso doméstico em decoração de interiores (no caso dos cobres para panelas, tachos, potes, jarros, entre outros). Também no nosso concelho são produzidos este tipo de artigos.

  • Artesanato urbano

Este tipo de artesanato é caracterizado pela produção de objetos diversos a partir de técnicas tradicionais em série limitada, plasticamente expressivos, aproximando-se à arte erudita, ou ainda pela produção de peças originais e únicas, fruto da vivência urbana dos artesãos.

São utilizados como matérias-primas o cobre, o vidro, o alumínio, o arame, a lousa, entre outros, dando origem a objetos de decoração, bijuteria e outras peças.

  • Artes decorativas

A arte decorativa é uma arte adotada por diversos artesãos que se dividem entre os trabalhos em vitral, a pintura, a cerâmica, as miniaturas, os tridimensionais e outros objetos de decoração.

São utilizados os mais variados materiais, nomeadamente o gesso, a madeira, o vidro, cristais e estanhos.

  • Bordados e rendas

Estas peças são realizadas em panos alinhados, em linho, em estopa fina ou em lã, utilizando fio de algodão ou fio de lã.

São trabalhos muito solicitados, nomeadamente para enxovais e cerimónias.

  • Espantalhos

Os espantalhos, inicialmente oriundos de Macinhata da Seixa, provindos do passado agrícola e rural patente nesta freguesia, personificam todo o tipo de tarefas adjacentes às atividades oliveirenses, nomeadamente ao cultivo da cereja.

Hoje em dia continuam a ser elaborados espantalhos para diferentes tipos de eventos, sendo uma marca característica do concelho de Oliveira de Azeméis, que chegou a ser conhecida mundialmente.

A nossa localização